Seguidores

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

MEU PRIMEIRO LIVRO PUBLICADO

Viajei na estrada da poesia, viajei muito até encontrar meu norte, passeei pelo casarios dos poetas consagrados e neles busquei inspiração e, através da leitura, gradativamente fui ampliando conhecimentos e lapidando meus escritos, confesso sem nenhum acanhamento que iniciei com bagagem literária "zero", na crueza mesmo.

È certo que não se aprende a escrever poesia, precisa ter o dom poético aguçado, e um bom conhecimento literário, minha formação academica é a nível médio, precisei ler muito para me engajar no mundo da poesia onde entrei de peito aberto, não nego que das críticas senti medo, mas  atte hoje não recebi nenhuma crítica que desabone meus pacatos versos.

Ontem foi par mim um dia de  graças  e glória, consegui levar a público o nascimento do meu primeiro filho. N. Senhora das Graças  segurou minha mão com muito carinho.
Estou feliz e lisonjeada comigo mesma.

 OBBRIGADA MEU DEUS!

Os versos que o poeta  registra ninguém apaga.

https://www.agbook.com.br/book/307038--Bordados_do_Coracao



Resultado de imagem para n  senhora das grAÇAS"

What do you want to do ?
New mail

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Tautograma em "D"

Resultado de imagem para damas decadentes

Dizer dos dias dourados,
Dos desejos desarvorados,
Das damas: Dolores, Dulcinéia,
Duas donas desenroladas, desprendidas
Dinâmicas, derretidas, desejadas
Desbocadas, depravadas donas
Desvirtuavam doutores
Dengosamente derramavam-se
Doidas, debilitadas damas
Desprovidas de decência
Devaneando, definharam
Decadentes, deprimentes
Despediram-se do deleite!

Diná Fernandes




quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Teci um poema- Rondel


Resultado de imagem para corção triste"

Teci um poema e tatuei no seu coração
Sua boca de lua despertou enorme desejo
O vermelho carmim instigou a imaginação
Um sentimento intenso, um forte lampejo

Me tomou por inteiro, e louco de paixão
Faminto por um ardente e longo beijo
Teci um poema e tatuei no seu coração
Sua boca de lua despertou enorme desejo

Não sabes a dor de sentir a sensação
De que fui descartado, e você, sem pejo
Disse-me friamente -guarde sua emoção
-Lamento causar-lhe esse lacrimejo.
Teci um poema e tatuei no seu coração.

Dina Fernandes

domingo, 17 de novembro de 2019

O encontro das mãos


Resultado de imagem para mão na mão

No encontro das nossas mãos
Logo, o calor que delas eflui
É um incendiário calor de verão,
Agita nossos corpos e constitui

um abrasado desejo de corporificar.
Nesse instante, somos madeira e combustível
Somos nuvens ou chuva a nos molhar
E tudo caminha para o irresistível...

Nos abraços que nos envolve
Dos beijos que nos enlouquece
Do deleite que aprouve
Das carícias que não arrefece

Nosso amor é como um furacão
que arrebata, com o coração faz farra 
e nesse clima ardente de paixão
o amor se diverte e faz algazarra

E segue noite a dentro
Os incansáveis amantes
A  paixão é o epicentro
Desse amor delirante.

Diná Fernandes

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

O que é saudade?


Saudade é o soluço do coração
é sombra esgueirando a vidraça,
instigando aquela paixão
passada que se foi na fumaça.

Embaça o olhar,
abre crateras no coração,
e o desejo de amar
acaba por passar.

Diná Fernandes

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Quer Amar?


Resultado de imagem para amar"

Quer amar? Ame, ame muito!
Entregue-se ao amor consciente
das renúncias necessárias
para que a chama da paixão
permaneça inflamada.

Não perca o equilíbrio,
acalente o seu amor
como quem acalenta um bebê.

Um amor sem equilíbrio, esmorece,
resseca como lábios que não cobiçam beijos.

Diná Fernandes
Resultado de imagem para desejo de beijar"

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Mindim- Cobiçosos


Moços
Chegam
Olham

Gostam
Querem
Nossas

Ricas
Terras
Tomar

Quem
Pode
Deter

Essa
Fome
D’poder?

Diná Fernandes

Estilo criado pela poetisa Luna Di Primo